A EuroDefense Jovem participa nos AED Days – Uma Experiência enriquecedora

O Cluster português de Aeronáutica, Espaço e Defesa “AED Cluster Portugal” foi criado em 2016, herdando o histórico de três associações sectoriais anteriores da área Aeronáutica (PEMAS), Espaço (PROESPAÇO) e de Defesa (DANOTEC).
A AED visa estabelecer-se como um ponto de acesso direto em Portugal para as entidades nacionais e internacionais interessadas nas atividades dos três setores, e em constituir-se como o eixo a partir do qual é desenvolvido o ambiente de networking entre as empresas, gerador de maior cooperação, crescimento e competitividade das comunidades industriais, tecnológicas e científicas nacionais.

A sua atividade passa também pela divulgação de informações relevantes à postura negocial das empresas e pelo desenvolvimento de ações conducentes ao aumento da visibilidade dos seus membros a nível nacional e internacional. Para isso, a AED organiza diversas atividades que incluem a presença e participação do Cluster em certames internacionais relevantes, a realização de cursos congressos e workshops e o apoio ao desenvolvimento dos projetos de internacionalização e de capacitação dos seus membros.

Constituída por mais de 60 Empresas, com um turnover de 1,72 Milhões de Euros e uma percentagem de exportações de cerca de 87%, a AED Cluster Portugal representa um emprego direto de 18.500 pessoas e uma contribuição para o PIB nacional de 1,5%.  É, pois, um parceiro com quem a EuroDefense Portugal tem mantido uma ligação de colaboração efetiva, nomeadamente pela transmissão da informação relevante na área da Defesa Europeia que possa ser de utilidade para este tão importante centro criativo nacional.

Seguindo este objetivo, a EuroDefense Jovem foi convidada a participar nos passados dias 20, 21 e 22 de Novembro na quinta edição do AED Days no Taguspark (Oeiras, Lisboa) que contou igualmente com a intervenção de membros da EuroDefense num dos Painéis do Evento.

Nesta edição foi-nos possível participar em todas as conferências e workshops, estabelecer contacto com as comunidades portuguesas de aeronáutica, espaço e defesa e acompanhar o debate sobre os futuros desafios para as indústrias nacionais e da AED, o que muito contribuiu para o nosso melhor conhecimento da realidade com que se debatem as nossas empresas.

A sessão deste ano teve início a 20 de novembro, teve como orador de abertura o General José Cordeiro, Presidente da AED, e como ponto de honra a presença e exposição do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

A atividade decorreu durante o dia inteiro abordando temas relativos à Indústria Global e nomeadamente: Tendências e Incertezas; Mercados Emergentes; desenvolvimento da Pesquisa para a Competitividade; Novos Modelos de Negócio com a Digitalização; e a Promoção de Pequenas e Médias Empresas. As atividades do dia foram encerradas com a intervenção da Senhora Secretária de Defesa Nacional, Ana Santos Pinto.

O segundo dia assumiu a forma de workshops e de contactos face to face, assumindo assim uma componente mais prática, tendo sido discutidos os seguintes temas: Programa Europeu de Desenvolvimento de Indústrias de Defesa, com participação do Tenente-General António Fontes Ramos e Major General Augusto Melo Correia, ambos membros da EuroDefense Portugal (Apresentações em Anexo).

Seguidamente foram abordados temas como a Procura de Startups; A Mão-de-obra Qualificada; Ciberespaço; Integrated Skills, Clean Sky Joint Undertaking; Capacidade e Qualificações apresentadas pela ESA; e Programa de lançamento de Satélites Atlantic. Para terminar o dia de workshops, discutiu-se a participação de empresas de tecnologia estrangeira no mercado português.

O terceiro e último dia, foi dedicado à visita a diversas empresas portuguesas. A Norte do país incluiu empresas como a Caetano Aeronáutica, INESC TEC, INEGI, CEIIA, e a Sul a OGMA, LAUKAK Portugal/BlueBiz Global Parques, EMBRAER e Mecachrome. O objetivo passava pelo reforço da comunicação entre empresas de forma a desenvolver o diálogo e a cooperação entre as mesmas.

A presença da EuroDefense Jovem no evento da AED Days foi vista por nós como uma excelente oportunidade para melhor estar dentro dos assuntos relacionados com as atividades de que conhecemos sobretudo o contorno académico, ajudando-nos a obter um conhecimento mais preciso e prático da realidade empresarial, e sobretudo a formar a nossa opinião sobre a melhor forma de cooperação com a EuroDefense.

Noutra dimensão, o resultado das atividades pelo cluster materializado por estas atividades, promoveu uma maior assimilação do princípio de cooperação das empresas portuguesas ao mercado internacional, consolidando as necessidades e objetivos para o presente e futuro. Não podemos deixar de reparar na quantidade de empresas e comitivas estrangeiras dos diferentes 18 países que marcaram presença nas atividades, como observadores ou como oradores convidados.

Conceitos como o B2B meetings ou os Networking breaks, são essenciais para que este tipo de atividades alcance os seus objetivos, cumprindo com o objetivo da AED promover um constante e conciso diálogo entre os participantes, resultando num alargamento da rede de contactos.

A EuroDefense-Portugal, não só foi privilegiada pela sua participação no painel relativo na matéria do financiamento Europeu na Indústria, mas igualmente pela possibilidade de participar como observador das atividades, consolidando o seu conhecimento sobre as preocupações e objetivos que existem no mercado industrial e tecnológico de defesa português e internacional e que marcam o dia-a-dia e o futuro destas tão relevantes organizações.

Maria Margarida Luís

e

Miguel Gomes