INDÚSTRIAS DE ALTA TECNOLOGIA E DEFESA VERSUS CONTROLO DE EXPORTAÇÕES – UMA CONSTANTE OPOSIÇÃO?

Todas as economias desenvolvidas procuram maximizar as suas exportações de bens e serviços e Portugal não é excepção. No nosso país, um exemplo de preocupação sobre esta área tem sido o da EuroDefense Portugal a qual, associada a parceiros relevantes, tem desenvolvido esforços no sentido de que empresas e outras entidades portuguesas participem em programas […]

Conferência “Revitalização da Europa da Defesa” – “Revitalising the Europe of Defence”

Associação EuroDefense-Portugal e o Centro de Investigação em Ciência Politica, da Escola de Ciência Sociais da Universidade de Évora, coorganizaram, no passado dia 15 de maio, na Universidade de Évora uma Conferência subordinada ao tema “Revitalização da Europa da Defesa: uma Europa que protege, capacita e defende” (Revitalising the Europe of Defence: A Europe that […]

Estratégia de Segurança Nacional e Nova Arquitetura de Segurança Nacional

Introdução Nos próximos minutos, cabe-me apresentar o entendimento do GRES sobre a Estratégia de Segurança Nacional e as linhas gerais de uma Nova Arquitetura de Segurança Nacional para o nosso país. O âmbito do assunto é vasto face aos condicionalismos de tempo, requerendo um esforço de síntese, centrado nos fundamentos do estudo que o Grupo […]

Soberania Partilhada e Segurança Nacional

Conceitos Um dos temas estudados pelo GRES na formulação de uma proposta de Estratégia de Segurança Nacional refere-se à necessidade de elencar formas de potenciar a capacidade do nosso País para atingir os objetivos da segurança assim como as vulnerabilidades que importa ultrapassar. Como questão de fundo, gostaria de sublinhar que, face aos novos desafios […]

Sociedade Global e Segurança Nacional: um Paradigma de Segurança

INTRODUÇÃO Permitam-me uma breve introdução sobre o GRES, o Grupo de Reflexão Estratégica sobre Segurança, o seu posicionamento no âmbito dos estudos sobre segurança e a sua actividade. O GRES é um think tank independente e autónomo, associado ao Instituto de Direito e Segurança da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, constituído por […]

Conferência “Novos Desafios e Oportunidades para a Indústria da Defesa Nacional”

Sessão de Boas Vindas: No passado, dia 10 de Abril teve lugar no Edifício da AIP, uma Conferência intitulada “Novos desafios e Oportunidades para a Indústria Da Defesa Nacional”, que contou com a participação de diversas entidades, nomeadamente o Presidente da Eurodefense, António Figueiredo Lopes; o Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira; o Ministro da […]

Programa Europeu de Desenvolvimento da Indústria de Defesa

No seguimento do Plano de Ação Europeu de Defesa de 2016, a Comissão empenhou-se no desenvolvimento de uma colaboração entre Estados Membros para o desenvolvimento de capacidades de defesa baseada no progresso para uma indústria de defesa cooperativa. Neste sentido, propôs a criação do fundo europeu de defesa para incentivar futuros projetos. Foi proposto um […]

Da Estratégia Global ao Fundo Europeu, A Participação das Empresas Portuguesas

1.Introdução A “Estratégia Global para a Política Externa e de Segurança da União Europeia” apresentada no Conselho Europeu de junho de 2016, veio dar uma nova orientação e um novo ímpeto à segurança europeia, num contexto considerado de “crise existencial”. De facto, a sua conceção teve como pano de fundo os graves ataques terroristas ocorridos […]

Segurança Nacional como Motor de Desenvolvimento Económico

1 – Fundamentos para a autonomia estratégica da União Europeia A turbulência provocada pelas alterações no ambiente de segurança global e, em particular no espaço europeu, onde persistem crises e situações de confronto armado,o conflito no Leste da Ucrânia, a instabilidade no Médio Oriente e no Norte de África, com ligações ao terrorismo de matriz […]

O gasoduto Nord Stream 2 – A disputa geopolítica na Europa

1 – A controvérsia que vem pelo Báltico A realidade energética na Europa tem sido, de uma forma geral, nos últimos anos, um tempo de acalmia. As fontes fósseis (reservas provadas de carvão, gás natural e petróleo) são abundantes no mundo e diversificadas. Os preços têm-se mantido estabilizados, em ciclos de oscilação controláveis, e assim […]